Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

ROUSSAS: O MILAGRE DE GREGÓRIO VAZ

05.10.14, melgaçodomonteàribeira
 Capela da Senhora da Graça - Roussas   A CAPELA DA SENHORA DA GRAÇA      Á padroeira d’esta ermida se attribuem muitos milagres; mencionarei apenas um reputado como tal, por prender com a nossa história.    Pelos annos de 1660, durante a guerra da Restauração, hindo Gregorio Vaz, natural d’esta freguezia, e soldado de exército portuguez, com mais dois camaradas, reconhecer os movimentos do exército castelhano, que se achava acampado nos Arcos (Galliza), cahiram todos (...)

A LENDA DO FREI TECLA

07.12.13, melgaçodomonteàribeira
  Ruínas do convento de Fiães     UMA LENDA EM “O SÉCULO”        Passa O Século por ser um grande jornal orientador da opinião pública e precisamente por a afirmação estar baseada na verdade, não pode nem deve dar guarida nas suas colunas a invencionices destituídas do mais pequeno fundo de veracidade, de mais a mais quando pelo assunto escolhido só podem concorrer pelo descrédito das terras, da religião de Cristo ou de uma família honesta e respeitável. Neste (...)

NA TERRA DE INÊS NEGRA

13.07.13, melgaçodomonteàribeira
    « Na Terra de Inês Negra » é título que demarca, per si, o âmbito geográfico dos assuntos que são tratados. Queremos, no entanto, assinalar, também, a limitação no tempo: abarca factos do último século. Melgaço, desde a época medieval até ao século XIX, tem bons trabalhos, saídos das penas de Manuel Bernardo Pintor, Doutor José Marques e Dr. Augusto César Esteves (1). Entendemos, por isso, que deveríamos debruçar-nos sobre o último século. Não se estranhe (...)

O FANTÁSTICO EM CASTRO LABOREIRO

21.05.13, melgaçodomonteàribeira
  Foto retirada de fugitivo.skyrok.com     A JOVEM ENCANTADA      Vivia no lugar de Quinjo, em Castro Laboreiro, uma princesa que tinha sido encantada sob a forma de uma serpente, e que trazia uma flor presa na boca.    Era esta princesa fabulosamente rica e estava disposta a dividir a sua riqueza com quem a desencantasse. Como ia de 100 em 100 anos à feira de Entrimo, em Espanha, altura em que recuperava a sua forma humana, lá contou como deveria proceder a pessoa que estivesse (...)