Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

PORTUGAL DE PERTO

14.09.19, melgaçodomonteàribeira
  Os últimos dias da minha viagem foram de solidão invernal. Era já fim de Novembro de 2010 e poucas pessoas habitavam quer a zona da serra da Peneda quer o planalto, em Lamas de Mouro ou Castro Laboreiro. Quando alcancei o Santuário de Nossa Senhora da Peneda às cinco da tarde, vindo do Soajo, não encontrei ninguém. O hotel ao lado do Santuário fechara para remodelação. À porta da igreja, uma vaca pastava pachorrenta, só incomodada mais tarde por uma cadela que teimou em me (...)

VIVER O MINHO

10.08.19, melgaçodomonteàribeira
  O que mais me impressionou, no Minho, foi este relevo extraordinário, composto por montes bem delineados, cobertos de vegetação luxuriante onde, a cada curva da estrada, vos espera um rosto que vos sorri de modo diferente e vos convida a prosseguir a visita com cada vez mais curiosidade e paixão. O acolhimento, a vida sadia e simples mas simultaneamente dura dos Minhotos, fizeram com que eu sentisse necessidade de partilhar convosco todo este néctar cultural e humano de uma das (...)

MELGAÇO AMIGO

22.06.19, melgaçodomonteàribeira
MELGAÇO   Melgaço é aquele abraço Sem fronteiras, Que desliza por vinhedos, Fragas e ribeiras, Acenando à Galiza E sussurrando ao Minho seus segredos…!   Vem, Amigo, Sentir porque choram de frio As margens do rio em pleno inverno!   Descobrir a natureza em pranto, Naquelas almas serranas Vestidas de negro, imaculadas de branco!   Partilhar do gesto fraterno. Quando a Serra desce às portas da Ribeira Para abraçar a Vila em dia de feira!   Escutar a Canção do Emigrante, Na (...)

NÉCTAR DE MELGAÇO

08.06.19, melgaçodomonteàribeira
  TRIBUTO AO ALVARINHO SOALHEIRO   - Teremos futebolistas leitores – disse ela, com uma gargalhada profunda, baixa, provavelmente causada por fumar Marlboro, mas que, raios, me fez encher o peito e arrepiar a espinha. Comemos o caranguejo, bebemos mais cerveja e falámos de livros, filmes, actores, celebridades, droga, fama, sucesso e eu mandei vir uma lagosta grelhada e Luísa disse que pagava um vinho verde Soalheiro Alvarinho 96, que foi o mais brioso de quantos verdes eu tinha (...)

ESTÁ NA HORA DO REGRESSO A CASA

23.03.19, melgaçodomonteàribeira
antigo escudo de melgaço   ACHADOS   Não sabendo eu explicar a razão pela qual os arqueólogos portugueses, ou outros, nunca se interessaram por Melgaço, à excepção da freguesia de Castro Laboreiro, que nos últimos anos tem sido palco de investigações nesse domínio, não quero contudo deixar de lado o assunto. E a verdade, apesar dessa ausência, aqui e ali ao acaso, vão aparecendo objectos de antanho, os quais logo desaparecem como por bruxedo! Escreveu Figueiredo da Guerra (...)

ALTO MINHO - ROTEIRO TURÍSTICO

16.03.19, melgaçodomonteàribeira
  Um roteiro que traduz a riqueza da tradição e a doçura da paisagem     Viana do Castelo e seu termo, serpenteada por rios tranquilos, coroada por montanhas verdejantes e beijando o Oceano, é, cada vez mais, terra procurada para local de férias e sítio para encontrar sossego, sem esquecer, contudo, um novo ressurgir do tecido social e empresarial que empresta à vida do quotidiano mais certezas e garantia de um melhor futuro. Conhecer a Região, apesar de tudo, não é fácil, (...)

COROGRAFIA PORTUGUEZA - MELGAÇO MDCCVI

02.03.19, melgaçodomonteàribeira
      COROGRAFIA PORTUGUEZA, E DESCRIPÇAM DO FAMOSO REYNO DE PORTUGAL    S. Maria da Gave, ou Gavia, he Vigairaria ´q apresenta o Reytor de Riba de Mouro, rende quarenta mil reis, & para o Commendador setenta mil reis: tem cento & trinta visinhos. S. Mamede de Parada do Monte, Vigairaria da mesma apresentaçaõ, que rende ao todo quarenta mil reis, & para o Commendador sessenta & seis mil reis, tem cento & cincoenta visinhos. Aqui se faz o melhor burel de lã (...)

ERA UMA VEZ...

09.02.19, melgaçodomonteàribeira
  A INÊS NEGRA LENDA DE MELGAÇO Era uma vez…   … Antigamente, havia muitas lutas e batalhas entre Portugueses e Espanhóis, porque ambos queriam ser donos das melhores terras! Numa altura em que Melgaço pertencia a Espanha (Castela), travou-se uma dessas batalhas, em que dentro das muralhas estavam os soldados de Castela, a tentar proteger as terras, e fora das muralhas, os soldados Portugueses, que tentavam reconquistá-las! Apesar de primeiro terem tentado chegar a acordo, para (...)

ANTÓNIO IGREJAS, AS DAMAS E OS AZULEJOS

19.01.19, melgaçodomonteàribeira
antónio eduardo igrejas - 1998   ESPAÇO DAMISTA – 1994 (separata da Enciclopédia Damista do Dr. Sena Carneiro)   RETRATO DE FAMÍLIA   Nome: António Eduardo Igrejas Nascimento: Melgaço Data de Nascimento: 7-8-1920 Profissão: Artista Plástico Estado Civil: Casado Filhos: Um, do sexo feminino Sigla: As três primeiras vogais - AEI   CURRÍCULO DAMISTA   Director Técnico: O Carola Seccionista: Jornal Século Ilustrado Seccionista: Revista Vamos Decifrar Colaborador: Enciclopé (...)

DOS MUSEUS DE MELGAÇO

01.12.18, melgaçodomonteàribeira
museu do contrabando   A MEMÓRIA COMO PATRIMÓNIO: DA NARRATIVA À IMAGEM     O município de Melgaço, em alternativa à criação de um único espaço museológico, tem optado pela criação de uma rede de pequenos museus. O núcleo museológico da Torre de Menagem e as Ruínas Arqueológicas da Praça da República têm, também eles, uma evidente conotação histórica, mas o «Espaço Memória e Fronteira» é o único que procura fazer uma ponte com o presente, isto é, que (...)