Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

CASTRO LABOREIRO E O CINEMA

10.12.16, melgaçodomonteàribeira
    CASTRO LABOREIRO UN DOCUMENTAL DE RICARDO COSTA, 1979   Xulio Medela “Há mais poesia num grão de realidade do que no cérebro dos poetas" Marcel Mauss   As terras arraianas do Laboreiro son eterna fonte de inspiración fílmica. De Lobos da serra a Viagem ao princípio do mundo, pasando pola mítica A cruz de ferro, non é (...)

VIDAS MELGACENSES: O TI PIRES

18.06.16, melgaçodomonteàribeira
      O TI PIRES    O cinema exibido na casa do Emiliano, filmes mudos, era produto do génio inventivo do Manuel Pires. Este Papá Pires como passou a ser conhecido mais tarde devido a esse tratamento que os filhos lhe dispensavam, era oriundo do vizinho concelho de Monção, da freguesia de Tangil. Tivera longo tirocínio na freguesia da Valinha como (...)

CASTRO NUM FILME GALEGO

30.07.13, melgaçodomonteàribeira
  Lugar de Teso     VIAGEM AO PRINCÍPIO DO MUNDO: CASTRO LABOREIRO     Sabela Fernández      Conta a hidrografia a todos aqueles que gostam de ler mapas com veias azuis, que as águas do rio Laboreiro venham desembocar no rio Lima, o Lethes grego ou o Leteu: o famoso rio do olvido que denominárom os romanos. Parafraseando livremente Ernesto Vázquez Souza, acho que qualquer viagem como galegos e galegas deveria conduzir-nos sempre aí, a atrevermo-nos a cruzar o rio do (...)

DO SONHO À REALIDADE

08.03.13, melgaçodomonteàribeira
  Jean Loup Passek           Sinto-me na Cinna Citá, ao lado do mestre, no alto de uma grua a olhar para  as cúpulas, telhados, jardins suspensos, bairros de lata e ele a dizer, voz rouca, a gritar:       — Roma, mi cittá.       Frederico é o nome do meu avô; Fellini é o nome dum génio.       Conheci Felinni, em 74 ou 75; preto e branco no 8/5; o Ciccio  no Amarcord, o Satiricon, as bichas p’ra entrar no Palácio Foz.       Em Melgaço naveguei na (...)