Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

TOMAZ E O CIRURGIÃO

13.04.19, melgaçodomonteàribeira
canastro na rua verde - s. gregório   AS AVENTURAS DE TOMAZ CODEÇO   Saído «das cadeias do Porto em 1832 pela entrada do Senhor D. Pedro naquela cidade» e, na verdade todos os historiadores daquele período da luta fratricida confirmam terem as forças desembarcadas em Pampelido, à sua chegada ao Porto, aberto as prisões e soltado os presos, indultando-os assim, veio o Tomaz para S. Paio, sem aguardar para a escápula a caricata aventura de Carlos Napier. Sua mãe tinha no lugar (...)

O CRUZEIRO DE MELGAÇO

14.07.18, melgaçodomonteàribeira
cruzeiro de são julião   CRUZEIROS     No pequeno alfoz da sua freguesia quatro cruzeiros houve outrora Melgaço e embora alguns tenham sido mudados de local, ainda hoje todos se conservam erectos à veneração dos fiéis. Um, e é o principal por mais lindo, mais trabalhado e mais artístico, tem a forma do Piedade, pois numa das faces da cruz está esculpida a imagem de Cristo crucificado e na outra a de Nossa Senhora com o filho morto deitado no regaço. Representa o descimento (...)

AUGUSTO CÉSAR ESTEVES

09.01.16, melgaçodomonteàribeira
  AUGUSTO CÉSAR ESTEVES Nasceu na Rua Nova de Melo, extramuros da vila de Melgaço em 19 de Setembro de 1889 e a 3 de Outubro do mesmo ano foi baptizado em Stª Maria da Porta sendo padrinho seu tio paterno José e madrinha sua avó materna. Na vila de Melgaço frequentou alguns anos a escola do sexo feminino de D. Augusta de Passos Brito, mas em Outubro de 1889 entrou no Colégio do Espírito Santo, em Braga, a fim de frequentar a segunda classe da instrução primária. Desse (...)

UMA LIÇÃO SOBRE O BICHO DA SEDA

12.12.15, melgaçodomonteàribeira
    AS MINHAS CARTAS   Precisamente na situação da indústria paliteira está a indústria da sericicultura, com o centro principal e antigo em Mirandela e um secundário e novo para os lados de São João da Madeira. Com ela não se arranja uma fortuna rápida, mas leva-se melhor a vida e merece a pena experimentar se da mesma se faz ou pode fazer (...)

FEIRA DE PADERNE EM 1846

03.09.13, melgaçodomonteàribeira
    NOTÍCIAS DE MELGAÇO DE 13/12/1959        (…)       Na verdade, em 1846, quando aqui neste concelho se arrastava ainda a revolta popular de Maria da Fonte assoprada pelos miguelistas, vieram à feira de Paderne de 18 de Julho os aduanas de Monção e sem qualquer facto o justificar… fuzilaram o povo, matando com suas balas certeiras pelo menos um homem, João Manuel Fernandes, casado, do lugar de Cabreiros, da freguesia de Rouças, um dos pacatos e sossegados (...)