Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

NÉCTAR DE MELGAÇO

melgaçodomonteàribeira, 08.06.19

37 d2 - ultimo acto em lisboa.jpg

 

TRIBUTO AO ALVARINHO SOALHEIRO

 

- Teremos futebolistas leitores – disse ela, com uma gargalhada profunda, baixa, provavelmente causada por fumar Marlboro, mas que, raios, me fez encher o peito e arrepiar a espinha. Comemos o caranguejo, bebemos mais cerveja e falámos de livros, filmes, actores, celebridades, droga, fama, sucesso e eu mandei vir uma lagosta grelhada e Luísa disse que pagava um vinho verde Soalheiro Alvarinho 96, que foi o mais brioso de quantos verdes eu tinha bebido na vida. Mandámos vir outra garrafa e bebemo-la em golos faiscantes, e duas horas e meia depois de termos chegado saímos do ar condicionado para as ruas quentes e vazias, sem trânsito, sem gente, com as árvores ainda mergulhadas no silêncio da sesta.

 

Último Acto em Lisboa

Robert Wilson

Edição Gradiva

2000

p. 314

 

AO QUE ISTO CHEGOU !

melgaçodomonteàribeira, 09.01.14

 

 

Marca Alvarinho em Fervença, Celorico de Basto

 

Selo da C. V. R. V. V.

 

Incúria ou Compadrio?

 

FORÇA, PRESIDENTE, NA DEFESA DO QUE É NOSSO

 

(Rótulo retirado de uma garrafa adquirida no mercado retalhista da Kapital. Preço - 1 garrafa 4.5$; 2 garrafas 8$)