Sábado, 8 de Julho de 2017

MELGAÇO, ESTÂNCIA TERMAL

1 - 13 d2 - termas.jpg

 

Crê a Vidago, Melgaço & Pedras Salgadas valorizar de um modo especial as suas Estâncias dedicando, a cada uma, um livro do género do que hoje se publica e é o primeiro concluído em razoável conformidade com êsse intento. Tendo de ser diferente a matéria de cada livro – as deficiências da documentação (o que, por um lado, é ainda melhor que a pletora) encontram-se bastantemente compensadas pela vária índole das Estâncias que marca, pelo menos com carácter transitório, um nível social diferente a cada uma: em Vidago ou Pedras, consoante as épocas, há reis e ministros, política geral, elegâncias e etiquetas de alta roda – a êste livro de Melgaço competia o primeiro lugar, porque o direito do solo e das águas, os problemas e cogitações da hidrologia são aqui matéria vasta e fundamental prodigalizada por uma documentação copiosa até à saturação, até ao enfado, mas que ninguém, com a mão na massa, teria a coragem de deixar jazer inaproveitada e inerte nas pastas da Repartição de Minas e no amontoado das secretarias judiciais.

 

 

Melgaço – Estância Termal

 

Edmundo Correia Lopes

 

Edição Vidago, Melgaço & Pedras Salgadas

 

1949

 


publicado por melgaçodomonteàribeira às 00:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.links

.posts recentes

. PARADA DO MONTE

. DAVID DE CARVALHO

. A RIBEIRA QUE DEIXOU DE S...

. CASTELOS DE MELGAÇO, CAST...

. A GASTRONOMIA MELGACENSE

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds