Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, 1º DE MAIO DE 1974

melgaçodomonteàribeira, 02.05.20

 

810 b 1º maio de 1974 em Melgaço - Cópia.jpg

1º de maio de 1974 em melgaço

 

MOMENTO POLÍTICO NA NOSSA TERRA

 

Foi com regozijo que o honrado, trabalhador, ordeiro e patriótico povo de Melgaço viu surgir o 25 de Abril, como dia grande para a história do nosso povo.

No 1º de Maio, e a fim de comemorarem tão preciosa data, o povo desta Vila, em manifestação espontânea, vibrante de entusiasmo, onde o civismo foi bem patente, dirigiu-se para a Câmara Municipal, entoando «A Portuguesa», intercalada com o slogan «O povo unido jamais será vencido».

Ali se realizou uma sessão em que foram oradores: Dr. António Durães, Dr. Oliveiros Rodrigues, Engº Armando Ferreira da Silva, D. Irene Pardal F. da Silva, e outros.

Seguidamente dirigiram-se em cortejo ao Quartel da G. Fiscal, onde pediram ao seu Ex.mo Comandante para transmitir à Junta de Salvação Nacional o agradecimento por ter libertado o País do anterior regime.

Em nome do povo e num brilhante discurso, usou da palavra o Engº Artur Rodrigues. Ali foi pedida pelo sr. Manuel Caldas a demissão do Presidente da Câmara Municipal, bem como do seu secretário, o qual foi calorosamente salvado pelo povo.

Mais tarde dirigiram-se ao cemitério, onde depuseram «rosas vermelhas» nos túmulos do Dr. Augusto César Esteves, Ernesto V. P. F. Silva, Tenente Peres e Agostinho Araújo.

                                                    Miguel Pereira

 

A VOZ DE MELGAÇO

Melgaço, 15 de Maio de 1974

 

 

 

 

VAIS P'RA ONDE? GIRA, CASA, PÕE-TE ANDAR, CASA!

A NOSSA CASA É A NOSSA SEGURANÇA!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.