Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

CASTRO LABOREIRO E O PNPG

melgaçodomonteàribeira, 21.07.20

 

CASTRO LABOREIRO FACE AO PARQUE NACIONAL

PENEDA-GERÊS

 

Castro Laboreiro é uma das regiões que mais confiadamente pode encarar o futuro. E não só pela emigração, como até agora. Os naturais de lá emigram, desde muito cedo, amealham fortuna e procuram instalar-se fora da terra natal, no concelho ou longe dele.

Com a transformação da serra em Parque nacional, o futuro virou permitindo aos naturais enriquecer ou, pelo menos, transformar-lhes radicalmente a vida.

Claro que os naturais não vêem o futuro pelos nossos olhos. Situados adentro do perímetro do Parque, sentem-se espartilhados nas disposições tomadas oficialmente: proibição de erguer casas com materiais que não sejam a madeira devidamente preparada e abate dos carvalhos.

Obras já em construção foram embargadas, porque usaram ferro em lugar de madeira, como estava ordenado. Em relação aos carvalhos a abater, os serviços oficiais dão-lhes pinheiro.

Enquanto isto, a transformação do Parque processa-se lentamente.

O turismo, que vai ser a sua maior receita ainda vem longe. Força é mentalizar os habitantes, levando-os a erguer as infra-estruturas: abastecimento de água ao domicílio, saneamento, entre outros. E uma bomba de gasolina. E um talho. E tanta coisa mais…

Sendo tão inteligentes e de grande iniciativa, como se não lembraram ainda os naturais destas coisas?

E ligação para Espanha, por estrada. E livre trânsito na fronteira, para as populações locais, de Espanha e de cá. E comércio livre, ao menos nos dias de feira.

Isolados, encostados ao muro da fronteira, se lhes não é permitido o livre trânsito, asfixiam. Vegetam. Isto deverá ser uma das primeiras coisas a pedir oficialmente.

Aliás, quando a floresta adensar, desconhecendo a fronteira, como vai ser possível impedir-lhe a passagem?

 

A VOZ DE MELGAÇO

MELGAÇO, 1 DE MAIO DE 1974

807 b c.l..jpg

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.