Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

MELGAÇO, DO MONTE À RIBEIRA

História e narrativas duma terra raiana

DESESPERO

melgaçodomonteàribeira, 09.03.13

 

 

ESTOU DE LUTO

 

 

A minha sogra Palmirinha foi assassinada às 7.30 da manhã quando se dirigia para o cemitério de Benfica, a sua visita diária à campa do companheiro de sempre, Manuel Revez.

 

Seguia pelo passeio, junto à casa, no Campo Pequeno, quando foi atropelada por um inconsciente filho da puta qualquer que se pôs em fuga.

 

Nós que somos atingidos pela desgraça gritamos a este desprezível mentecapto que matou a Palmira: "Um dia, vais cair nas nossas  mãos e, então, faremos justiça". 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.